Cresça o tráfego no seu funil

Google Tag Manager – Configurações iniciais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Gustavo Anverze

Espero que esse conteúdo ajude você de alguma forma!

O Google Tag Manager (ou GTM) é basicamente um gerenciador de tags, onde você pode ter todos os scripts necessários para seu site, centralizados em um só lugar.

Dessa forma, você instala apenas um script diretamente no seu site, que é o script do GTM, e o restante dos scripts serão instalados pela própria ferramenta.

Então, quando você precisar adicionar, alterar, ou remover algum script, bastará acessar a sua conta do Google Tag Manager e fazer o que é necessário!

O primeiro passo para conseguir o usar em seu site, é criar a sua conta na ferramenta.

Criar conta no Google Tag Manager

Para criar a sua conta no GTM, basta acessar a página oficial clicando aqui e criar um usuário usando qualquer e-mail que você tenha ou usando a sua conta Google (mais recomendado para facilitar a integração entre os produtos da Google).

Ao criar seu usuário, você verá uma tela parecida com a imagem abaixo. Basta clicar em “Criar conta” para prosseguir.

Você verá uma tela para a criação da conta e também do container, que é um espaço exclusivo para cada domínio que você queira gerenciar.

Agora, basta você informar qual será o nome da conta e também do container – não precisa ser o domínio do site aqui, eu normalmente coloco o nome do mesmo.

Ao informar os campos necessários, selecione a plataforma Web (caso seja um site) e clique em Criar.

Você será redirecionado para o painel inicial do seu container e deverá ver uma tela parecida com a imagem abaixo.

Nela, você poderá clicar no código do seu GTM, que está destacado na imagem para prosseguirmos para a próxima etapa, que é a instalação dele no seu site.

Vinculando o GTM ao seu site

Ao clicar no seu código de GTM, você verá uma janelinha parecida com a imagem a seguir.

Os dois trechos de código deverão ser adicionados ao seu site, preferencialmente em todas as páginas dele.

Se você tem ele criado totalmente por programação, adicione esses trechos de código em todos os arquivos HTML ou, então, em algum lugar que chame esses arquivos dinamicamente – caso você use algum framework web.

Caso seu site tenha sido criado usando WordPress, fica ainda mais fácil.

A própria Google tem um plugin chamado Site Kit by Google, onde é possível fazer a configuração do GTM diretamente por ele.Para isto, basta você pesquisar pelo nome do plugin no campo de busca e clicar em Instalar agora e, quando a instalação terminar, em Ativar.

Quando você ativar o plugin, verá uma tela parecida com a abaixo, então basta clicar no botão para iniciar o auxiliador de configuração da Google.

Na tela seguinte, clique no botão Fazer login com o Google. Desta forma será MUITO mais fácil de integrar os serviços deles com o seu site – isso mostra a importância de criar a conta no GTM com a sua conta Google.

Após fazer o login, basta seguir os passos orientados e permitir o que for necessário. Ao final, você verá uma tela parecida com a abaixo.

Basta clicar em Acessar meu painel de controle para ser redirecionado para a página administrativa do WordPress, agora tendo acesso à uma visão geral dos serviços da Google.

Por padrão, o Google Search Console já vem instalado e é com ele que você saberá quais são as pesquisas orgânicas que estão levando tráfego ao seu site!

Terminando esta instalação, vamos finalmente à configuração do GTM propriamente dito.Para isto, basta clicar em Site Kit > Configurações no menu lateral do WordPress e, em seguida, clique em Connect More Services. Você verá os produtos disponíveis para serem instalados.

Você poderá instalar todos por aqui, se assim desejar, mas como o foco deste guia é a instalação do GTM, clique em Set up Tag Manager.

Na próxima tela, já será listado todos os contêineres que seu usuário Google tem acesso e você poderá selecionar o mesmo que acabou de criar pelo GTM.É importante que você deixe a opção Permitir que o Site Kit adicione código no seu site marcada.

Ao confirmar, você o verá listado na aba de Serviços Conectados.

Com ele instalado em seu site, podemos seguir para a criação do primeiro acionador!

Criando seu primeiro acionador no GTM

Mas afinal, o que é um acionador?

Ele nada mais é do que um “gatilho”, algo que precisa acontecer para que execute algum script.

Sempre que acontecer a regra do acionador, é executada uma ou mais tags que estejam vinculadas à ele.

O tipo de acionador mais comum é o de visualização de página, onde, sempre que alguma página do seu site for carregada, esse acionador dispara todas as tag que estejam vinculadas a ele.

Ele sozinho não executa nenhum script. O acionador serve apenas como um “vigia” e fica monitorando o que acontece no site, esperando acontecer algo para ele acionar as tag vinculadas à ele.

O processo de criação dele é bem simples.

Basta acessar a página de Acionadores dentro do seu contêiner no GTM e clicar em Novo.

Na janela que aparecer, basta clicar na caixa para escolher qual o tipo de acionador, você verá que existem muitos. Mas como este é o seu primeiro acionador, vamos criar um para visualização de páginas, então escolha a opção Exibição de página.

Agora, basta dar um nome para seu acionador e Salvar.

Com isso, seu primeiro acionador já está pronto e disponível para ser usado em suas futuras tags!

Criando sua primeira tag no GTM

Na seção anterior você viu o que são e para o que servem os acionadores e entendeu que ele sozinho não serve para nada.

A função dos acionadores é disparar uma tag, que é uma ação a ser executada no site quando esta tag for acionada.

Essa ação pode ser o rastreamento dos usuários, por exemplo.

Um rastreador muito usado em lançamentos de infoprodutos é o Pixel do Facebook Ads, que é instalado a partir de uma tag!

O Pixel nada mais é do que algumas linhas de código (um script escrito em Javascript, para os mais íntimos) que deve ser acionado toda vez que alguma ação é executada no site, como por exemplo a visualização de página, que deve ser executada toda vez que a página escolhida é carregada por um usuário.

Assim como os acionadores, para criar uma tag é bem simples.

Basta acessar a página de Tags dentro do seu contêiner no GTM e clicar em Nova.

Ao abrir a tela, você verá que existem duas etapas a serem concluídas, a primeira é para selecionar o que vai acontecer com essa tag quando o acionador (segunda etapa) for disparado.

Para fazer a instalação do Pixel do Facebook, clique no quadrado da Configuração da tag e, nas opções que aparecerem, selecione a opção de HTML Personalizado.

Ao selecionar, você verá que surge uma caixa de texto para adicionar algo, é aqui que vai o código do Pixel, basta o colar nessa caixa.

Agora você precisará determinar em que momentos essa tag será disparada no site.

Como esse é o Pixel geral, o ideal é que ele esteja em todas as páginas do site, por isso usaremos a tag que criamos anteriormente.

Então, basta clicar no quadrado Acionamento e selecionar o acionador que criamos.

Sua configuração ficará parecida com a imagem abaixo.

Agora basta Salvar a tag e Enviar as alterações para o seu site!

Enviando as alterações para o seu site

Todas as alterações que fizemos até agora ainda não estão oficialmente em seu site, estão em rascunho dentro do GTM.

Para que essas alterações sejam efetivadas, basta clicar no botão Enviar, no canto superior direito da tela.

Ao clicar, você verá uma tela para informar o nome da versão e colocar uma breve descrição. Eu normalmente coloco um resumo de quais acionadores e tags foram criados e alterados, para caso eu precise localizar mais facilmente no futuro.

Então, basta você colocar essa descrição, clicar em Publicar e esperar alguns segundos para que as alterações sejam repassadas para o seu site!

Espero que este guia tenha te ajudado com as configurações iniciais do Google Tag Manager e, caso tenha alguma dúvida, não exite em comentar aqui embaixo.

Até mais!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Gustavo Anverze
Gustavo Anverze
Gestor de tráfego e programador, apaixonado por viajar. Compartilho algumas dicas para que você consiga melhorar seu tráfego, seus sites e seus funis de venda!
Posts Relacionados

Posts Populares

Você quer mais tráfego?

Então clique no botão abaixo, selecione uma opção, e vamos conversar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.