Cresça o tráfego no seu funil

O que é tráfego na internet: conheça os 6 tipos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Gustavo Anverze

Espero que esse conteúdo ajude você de alguma forma!

Você já deve conhecer o conceito de tráfego de trânsito, que diz respeito aos veículos e pedestres pelas ruas das nossas cidades.

Mas agora, o que é tráfego na internet que tanto falam por aí?

O conceito de tráfego na internet é parecido com o de trânsito, onde basicamente existem bilhões de pessoas todos os dias circulando entre um site e outro (incluindo redes sociais), ou em algum aplicativo.

Neste post, você vai descobrir o que é tráfego na internet e quais são os 6 principais tipos.

Ah, e se você conhecer algum outro tipo de tráfego que eu não mencionei aqui, basta compartilhar lá embaixo, nos comentários, que eu adiciono ao post!

O que é tráfego

O que é Tráfego na internet?

Se você chegou até esse post, provavelmente conhece ou está pesquisando sobre marketing digital e esbarrou no termo “tráfego”.

Então, o que é tráfego na internet, afinal de contas?

Basicamente, o tráfego na internet se refere às pessoas acessando os diversos tipos de sites e consumindo algum conteúdo, seja um texto em algum blog, um vídeo no Youtube, fotos de outras pessoas no Instagram, entre outros.

Cada pessoa que entra em algum site, pode ser considerada também como um visitante.

Para fins de análise, os donos desses sites conseguem saber quantas pessoas o visitaram e quanto tempo ficaram em cada página, assim como a origem dessa visita. 

Mas não se preocupe, os sites não registram o nome e nenhum dado pessoal dos visitantes.

Esses visitantes podem ser originados de diversos tipos de tráfego e, é por isso que muitos donos de sites buscam aumentar o tráfego em suas páginas de diferentes formas, assim conseguem vender mais ou melhorar o branding da marca.

A seguir, você vai descobrir quais são os 6 principais tipos de tráfego na internet!

Os 6 tipos de tráfego digital

1- O que é Tráfego Orgânico

Esse, sem dúvidas, é o objetivo da maioria das pessoas que querem gerar mais tráfego para o próprio negócio, pois nesse tipo de tráfego não há a necessidade de você pagar algo para aparecer para as pessoas.

O tráfego orgânico é a forma “natural” das pessoas encontrarem você na internet, seja por meio de postagens nas redes sociais, por algum vídeo no Youtube ou então por uma postagem em algum blog (como esse que você está lendo agora).

Imagine que você está querendo comprar um celular e faz uma pesquisa no Google. Você provavelmente vai clicar nos primeiros resultados que mais chamarem a sua atenção e, se esses conteúdos forem bons, já vai solucionar suas dúvidas por aí!

Mostrando resultado orgânico da rede de pesquisa da Google.
Resultado orgânico da pesquisa. Imagem customizada para mostrar apenas o primeiro resultado, para exemplificar o que é tráfego orgânico.

Existe uma grande chance de serem conteúdos bons os que aparecem entre os primeiros resultados do Google, já que isso é um critério para que o site apareça na primeira página da pesquisa.

Portanto, tenha em mente que, se você pretende disputar por tráfego orgânico, é preciso investir em conteúdos de muita qualidade e que tragam valor para o público!

Pode ter certeza de que, no médio e longo prazo, você colherá ótimos frutos a partir desses conteúdos.

Usar o tráfego orgânico na sua estratégia pode se tornar muito poderoso com o passar dos meses, independentemente de você optar por criar conteúdos no Instagram, no Youtube ou em blogs. O ideal é aliar todas essas fontes de tráfego orgânico.

Você cria e pesquisa o conteúdo apenas uma vez e, a partir dele, pode replicar para todas essas fontes, fazendo com que a sua marca esteja presente em várias redes!

Aliando isso com o próximo tipo de tráfego, você pode acelerar o crescimento do seu site e alcançar outros benefícios.

2- O que é Tráfego Pago

Agora, se você precisa aumentar a quantidade de tráfego no seu site ou então não pode esperar tanto tempo até que os primeiros resultados orgânicos apareçam, uma opção é investir na compra de tráfego, mais conhecido como tráfego pago.

Com o tráfego pago, você pode pagar para que o Google mostre seu site já nas primeiras posições das pesquisas como forma de anúncio, antes mesmo das posições orgânicas.

Esse posicionamento pode gerar uma grande quantidade de tráfego para seu site.

Mostrando resultados de anúncios pagos na rede de pesquisa da Google.
Com anúncio, a Americanas e outras lojas conseguiram ficar acima da própria Apple para buscas por iPhone, mostrando bem o que é tráfego e o poder que pode ter, ainda mais quando aliado ao tráfego pago!

Aqui você pode, por exemplo, criar um blog com conteúdos de valor e usar o tráfego pago para acelerar os seus resultados. 

Isso porque, o Google analisa que tem pessoas passando bastante tempo no seu site, e a partir daí ele entende que o conteúdo é bom e isso faz com que o seu ranking orgânico vá melhorando com o passar do tempo, de forma mais rápida do que sem o uso de tráfego pago!

Além do Google, também é possível mostrar seus anúncios no Facebook e no Instagram.

Lá, você consegue fazer com que seus anúncios apareçam em forma de post do feed ou stories para pessoas que possam ter algum interesse na sua marca ou produto.

Por ser um tipo de anúncio mais ativo, onde o público não está pesquisando sobre ele, você deve usar imagens e textos chamativos para que as pessoas queiram usar o tempo delas para dar atenção ao anúncio.

Quanto maior a criatividade no anúncio, maior a chance de clicarem nele e chegarem até o seu perfil ou site! Então, sempre busque fugir do comum.

3- O que é Tráfego de Referência

Antes de fazer a compra de um produto ou serviço, é comum tentar encontrar outras pessoas que tenham feito a mesma compra, para saber a opinião delas e como foi a experiência.

Usando o exemplo do celular novamente, é muito possível (e até importante) que você conheça alguém que tenha comprado o mesmo aparelho para saber a opinião de um dono do produto.

Caso você não conheça ninguém que o tenha, também pode pesquisar vídeos de opiniões no Youtube ou então nos comentários da própria página de vendas do produto.

Você pode usar esse tráfego de referência como parte da sua estratégia. Nesse caso, o primeiro passo é ter um produto muito bom e que realmente agregue valor a quem o comprar. 

Só de fazer isso, já é meio caminho andado e você provavelmente terá alguns clientes indicando seu produto espontaneamente!

Para potencializar essas indicações e conseguir mais desse tipo de tráfego, você pode oferecer algum tipo de bônus para os clientes que indicarem o seu produto, podendo ser uma comissão ou algum outro produto.

Marketing de referência
O que é tráfego de referência

Imagine que você viu o vídeo de alguém que você confia e é autoridade em celulares. Se essa pessoa indicar um e-commerce da confiança dela, colocando o link na descrição do vídeo, é possível que você clique e compre desse mesmo site!

Ao clicar neste link, é efetivado o tráfego de referência.

É comum que e-commerces procurem pessoas com bastante influência no meio digital (conhecidos como influencers), tanto no Instagram quanto no Youtube, e os presenteie com os próprios produtos para que façam a propaganda da sua marca!

4- O que é Tráfego Social

As redes sociais hoje são uma das maiores fontes de tráfego na internet. Então deve receber sua atenção para ser adicionada à sua estratégia!

Uma pesquisa realizada pelo site We Are Social, aponta que existem 3,8 bilhões de pessoas que usam ativamente alguma das redes sociais disponíveis.

A pesquisa também aponta que o tempo médio do mundo que os usuários passam nas redes sociais é de 2h24m e, no Brasil, a média é de 3h31m. Você pode ver a pesquisa clicando aqui.

Olhando para esses dados, o tráfego social com certeza pode atrair um grande número de pessoas para a sua empresa e aqui, você também deve investir em conteúdos de qualidade, para que cada vez mais pessoas tenham interesse em acompanhar o seu trabalho!

O tráfego social é efetivado quando as pessoas clicam em algum link no seu perfil do Instagram (por exemplo) e vão para seu site.

Descrição do Instagram contendo link externo.
Bio do Instagram exemplificando o que é tráfego social.

5- O que é Tráfego direto

Após alguns meses (ou até mesmo anos) é comum que as pessoas já saibam de cabeça qual é o seu site e simplesmente digitam o endereço eletrônico diretamente no navegador, indo direto para o seu site.

Ou, no máximo, pesquisem pelo nome da sua empresa no Google somente para chegar ao seu site.

Para que sua marca chegue a esse nível, é necessário um ótimo trabalho de branding juntamente com as outras fontes de tráfego.

Sem contar que seu conteúdo (blog ou Instagram) deve ser do nível que as pessoas queiram salvar nos favoritos do navegador para consultar futuramente.

6- O que é Tráfego de e-mail marketing

O tráfego de e-mail marketing é efetivado sempre que alguém clica em um link dentro do e-mail e é redirecionado para o seu site, vídeo no Youtube ou algum post no Instagram, por exemplo.

Parecido com o tráfego direto, aqui as pessoas também já devem ter tido algum tipo de contato com a sua marca e, mais do que isso, devem ter se cadastrado para receber seus e-mails.

Para que as pessoas se interessem em passar o próprio e-mail para uma empresa, é necessário que exista alguma “moeda de troca”.

Essa moeda de troca pode ser um checklist, uma planilha, um e-book ou apenas a promessa de entrega de conteúdos de valor semanalmente. 

Exemplo de isca digital para tráfego de e-mail marketing
Exemplo de página de captura, mostrando o que é tráfego por e-mail marketing.

Mas, quanto mais valiosa for essa moeda de troca, maior a chance de as pessoas se inscreverem na sua lista de e-mail marketing!

Então, ofereça algo que seja realmente útil para o seu público e veja sua lista de e-mails crescer dia a dia 🙂

Qual o melhor tipo de tráfego na internet?

Responder a essa pergunta é simples: vai depender da sua estratégia.

Provavelmente se você leu até aqui, já está entendendo melhor o que é tráfego na internet e já deve ter uma noção melhor do que usar.

Mas basicamente, se você está começando agora, pode esperar um tempo e não tem muito dinheiro para investir, aposte na criação de um site com blog, um perfil no Instagram ou um canal no Youtube, por exemplo. 

Nesse caso, comece também a pesquisar conteúdos que façam sentido para sua audiência.

Caso você tenha dinheiro para investir desde o começo, use o tráfego pago e coloque anúncios para rodar. 

Assim, você vai alcançar mais rapidamente pessoas que ainda não te conhecem e podem começar a acompanhar o seu trabalho e até mesmo comprar seu produto ou serviço já nos primeiros contatos!

Invista também em uma ferramenta de e-mail marketing para começar a captar o e-mail dos seus clientes e potenciais clientes.

Você pode também optar pelas outras fontes de tráfego!

Tudo vai depender da estratégia que você está aplicando e também da etapa do funil. Cada etapa deve ser tratada de uma forma e usada determinada fonte de tráfego.

De qualquer forma, use e abuse da maior quantidade de fontes de tráfego disponíveis: tráfego pago, orgânico, de referência, e-mail marketing, redes sociais. 

E use os meios: site, blog, Youtube, Instagram, Facebook, Pinterest, TikTok, enfim. Quanto mais lugares, melhor!

Com o tempo e com os dados, você vai descobrir onde está a maior parte do seu público e investir mais tempo e dinheiro nessa plataforma.

Como ter um tráfego qualificado?

A meta da maioria das empresas não é atrair qualquer tráfego para o funil, mas sim o tráfego qualificado, que é mais certeiro.

Já que essas são as pessoas que têm mais chances de comprar algo de você.

E se você leu até aqui, já deve imaginar como conseguir tráfego qualificado: conteúdo de valor!

Gere os melhores conteúdos que você puder, invista em realmente ajudar as pessoas a fazerem algo. Ajude realmente, sem esperar nada em troca, apenas por querer ajudar. Mostre que você está ali pelas pessoas.

Assim, você pode ter certeza que seu tráfego terá uma qualidade muito superior e seu sucesso estará cada vez mais perto!

Conclusão

Agora que você entende melhor o que é tráfego na internet, saiba que: não importa qual ou quais tipos de tráfego você escolher para a sua estratégia, você deve persistir nela até começar a dar resultado.

Provavelmente no começo você vai cometer alguns erros, e está tudo bem!

Você pode aprender com esses erros e com os dados que você for gerando para corrigir sua estrutura, seu funil e sua origem de tráfego.

Mesmo que você opte por acelerar seus resultados usando tráfego pago, pode demorar algumas semanas para ter os primeiro resultados, então não desanime!

Hoje em dia, os sistemas são baseados em Inteligência Artificial (principalmente no tráfego pago), então com o tempo, a IA vai entendendo quem é o seu público e mostrará seu conteúdo para pessoas que tenham uma boa probabilidade de atingir o objetivo do seu funil.

Se você ficou com alguma dúvida sobre o que é tráfego na internet ou outro ponto desse post, ou tem algo a acrescentar, não deixe de comentar aqui embaixo ou então me mande um direct pelo Instagram.

E se você precisar de uma ajuda mais personalizada para o seu negócio, seja para estruturar seu funil de vendas ou para criar e otimizar seus anúncios, solicite uma consultoria comigo clicando aqui!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Gustavo Anverze
Gustavo Anverze
Gestor de tráfego e programador, apaixonado por viajar. Compartilho algumas dicas para que você consiga melhorar seu tráfego, seus sites e seus funis de venda!
Posts Relacionados

Posts Populares

Você quer mais tráfego?

Então clique no botão abaixo, selecione uma opção, e vamos conversar!

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *